Tem um negócio em Mariana ou Ouro Preto e quer ter publicidade até mesmo de graça para ele? Saiba mais AQUI

Inscrever no RSS:Notícias Comentários

Você está aqui : Home » Bombeiros em Foco, Mariana MG » Tropeços do cotidiano

 

COMPARTILHE esta matéria com seus amigos. #espalhe

 

tropecos-do-cotidiano

Tenente Dutra – Oficial do Corpo de Bombeiros Militar

Somos desafiados a opinar sobre temas de toda ordem. Na ordem do dia, falamos que nossa alma tem sido triturada pelo inconformismo de não alcançar o estrelato, nosso rosto tem rugas reclamando um Botox. Enganamos em querer, exibir um estilo artificial de felicidade que o consumismo exige, desarticulando a consciência e lucidez, sobretudo dos jovens.

Em mais de trinta anos no Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, atendi ocorrências de semelhantes e desesperados, que julgavam a vida como tediosa e inútil. São tempos em que muitos experimentam o prazer sem consciência, outros herdam a riqueza sem trabalho, multiplicam-se negócios sem ética, vende-se conhecimento sem caráter, pratica-se a ciência sem humanidade, e aplaude-se a prática da política podre sem princípios.

Então compreendi o que quer dizer a Bíblia Sagrada: – Nem só de pão viverá o homem.

Spinoza nos alerta para não lisonjear, não detestar, mas entender. Se a sabedoria do Criador nos oferece alimentos em cada árvore, suas raízes, folhas e caule, vivem de elementos químicos que podem revigorar nossas forças. Então delas, devemos desfrutar.

Os gregos ensinam, que a diferença entre remédio e veneno, é definido pela dosagem.

Depois que um ser humano é dominado por dependência química, cabe a cada um de nós resgatá-lo.

A internação, quando o paciente a solicita, é uma grande alegria para quem o acompanha e evidentemente para sua família. Se for internação compulsória, realizada por força da lei, é de se perguntar: onde foi que erramos?

Qual a causa de só recolher das ruas das grandes capitais nossos irmãos e irmãs dependentes químicos agora ?

Estranho: 2013 teremos a Copa das Confederações, 2014 a Copa do Mundo, 2016 as Olimpíadas do Rio de Janeiro. Onde foi que erramos?

Afinal, quanto vale uma vida? Na minha profissão como Bombeiro. Não têm preço.

Erramos: quando não criamos nos anos de 1.990, aproveitando a mobilização popular da Constituinte de 1.988; as USM – Unidades de Saúde Mental em cada município brasileiro.

Aos domingos, no Programa Fantástico da TV Globo, o médico Dráuzio Varella, quando apresenta o quadro: Males da Alma, mostra o desleixo do país para com a saúde mental de sua gente.

Somos a federação dos angustiados e desalmados. Será que fomos roubados? Roubados da educação, saúde, moradia, da igualdade política… é vou parar por aqui senão. Socorro, socorro. Temos ainda saída?

Afinal, os governos sistematicamente empurraram para cima dos professores, médicos, policiais civis e militares, bombeiros militares e instituições religiosas a obrigação de confortar e cuidar dos inconvenientes sociais.

Jean Paul Sartre escreveu que: “qualquer burro consegue derrubar um celeiro. Mas só um bom carpinteiro é capaz de reconstruí-lo”.

Jesus Cristo foi carpinteiro. Faça-nos de novo Senhor.

PARTICIPE pelo facebook:

COMPARTILHE esta matéria com seus amigos. #espalhe

 

COMENTE pelo facebook ou pelo formulário no final desta página:

 

 

Já Curtiu?

                

 

PARTICIPE da matéria através do formulário abaixo:

Desenvolvido por Sidiney Gomes · Copyright © 2011 - 2013 · Portal Mariana · Todos os Direitos Reservados · É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer texto ou imagem deste site, por qualquer meio ou processo. A violação de direitos autorais constitui crime – lei 9610/98 · diHITT - Notícias
Tropeços do cotidiano