Tem um negócio em Mariana ou Ouro Preto e quer ter publicidade até mesmo de graça para ele? Saiba mais AQUI

Inscrever no RSS:Notícias Comentários

Você está aqui : Home » Ouro Preto MG » Qualidade da água em Ouro Preto é tema de reunião entre SEMAE-OP, UFOP e Vigilância Ambiental

 

COMPARTILHE esta matéria com seus amigos. #espalhe

 

qualidade-da-agua-em-ouro-preto-e-tema-de-reuniao-entre-semae-op-ufop-e-vigilancia-ambiental

Conscientizar a comunidade é fundamental para preservação das nascentes

No final do mês de agosto, representantes do Serviço Municipal de Água e Esgoto (SEMAE), da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) e da Vigilância Ambiental do Município reuniram-se para discutir temas relacionados a qualidade da água em Ouro Preto.

O encontro aconteceu no auditório da Prefeitura de Ouro Preto e contou com a participação do superintendente do SEMAE, Wandeir José do Santos, da química do SEMAE, Viviane Rodrigues, do superintendente da Vigilância em Saúde, Núncio Sol, da coordenadora da Vigilância Ambiental, Joana Darc Gonçalves, da professora de Microbiologia da UFOP, Dr. Maria Célia, além do graduando em Ciências Econômicas, Antônio Luiz, da doutoranda em microbiologia, Marina Moreira, do Técnico da Vigilância Ambiental do Estado de Minas Gerias , Paulo César e das técnicas da Vigilância Ambiental do Município, Débora Nepomuceno e Jaqueline Dutra.

A reunião teve como objeto apresentar aos representantes do SEMAE algumas ações realizadas por meio de um projeto criado pela Vigilância em Saúde do Município, UFOP e a Fundação Ezequiel Dias, responsável pela manutenção da saúde pública no Estado de Minas Gerais.

O Projeto

Criado em 2012, o projeto tem como foco principal avaliar a qualidade da água do Município, bem como implementar programas educativos junto à população no intuito de incentivar o consumo de água tratada. Para auxiliar neste trabalho, estudantes da UFOP desenvolveram um programa de mapeamento de pontos de captação de água através de um sistema de geoprocessamento.

Por meio desse sistema é possível detectar os pontos de maior incidência de diferentes patogenias. Essa ferramenta tem contribuído para que medidas preventivas possam ser tomadas de forma mais efetiva. As próximas etapas do projeto serão: caracterização destes pontos mapeados, revitalização e proteção dessas nascentes.

Após tomar conhecimento das ações do projeto, o superintendente do SEMAE, Wandeir José dos Santos, elogiou o trabalho desenvolvido e demonstrou profundo interesse em contribuir com tal iniciativa. “Primeiramente, parabenizo toda a equipe pelo trabalho já realizado. É de extrema valia receber qualquer apoio que nos ajude a cuidar com mais qualidade de nossa água. Dessa forma, nos colocamos à disposição para contribuir de todas as maneiras para que as próximas etapas do projeto sejam executadas com êxito.”

A professora da UFOP, Maria Célia, avaliou como positiva a participação da autarquia nesta empreitada. “Por ser o órgão responsável por gerir a água em Ouro Preto, a colaboração do SEMAE é fundamental. Acredito, que essa parceria nos permitirá realizar um trabalho dinâmico e de excelente qualidade“, afirmou.

O graduando em Ciências Econômicas, Antônio Luiz, salientou a importância de conscientizar a população sobre a preservação das nascentes de água. “É necessário existir uma rede protetiva das nascentes, que seja formada pelos próprios moradores, pois de nada valerá investir em tecnologias e qualificação de profissionais caso não haja um trabalho de conscientização da comunidade.”

Parceria entre as instituições

Essa parceria já tem dado bons frutos. Nos dias oito e nove de setembro, a Vigilância em Saúde e a UFOP irão oferecer um curso de processamento de dados e práticas de Microbiologia. O curso será realizado das 9h às 11h, no laboratório de aula prática de Microbiologia Instituto de Ciências Extas e Biológicas (ICEB) da Universidade Federal de Ouro Preto.

Durante os dois dias de atividade, serão abordados os seguintes temas: Introdução ao geoprocessamento; coleta de dados em campo utilizando tecnologia mobile; práticas de isolamento de enterobactérias e leitura e interpretação dos resultados. O curso é destinado aos funcionários do SEMAE, da UFOP e da Vigilância Ambiental, que estão envolvidos no projeto.

Foto: Divulgação SEMAE-OP

COMPARTILHE esta matéria com seus amigos. #espalhe

 

COMENTE pelo facebook ou pelo formulário no final desta página:

 

 

Já Curtiu?

                

 

PARTICIPE da matéria através do formulário abaixo:

Desenvolvido por Sidiney Gomes · Copyright © 2011 - 2015 · Portal Mariana · Todos os Direitos Reservados · É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer texto ou imagem deste site, por qualquer meio ou processo. A violação de direitos autorais constitui crime – lei 9610/98 · diHITT - Notícias
Qualidade da água em Ouro Preto é tema de reunião entre SEMAE-OP, UFOP e Vigilância Ambiental