Tem um negócio em Mariana ou Ouro Preto e quer ter publicidade até mesmo de graça para ele? Saiba mais AQUI

Inscrever no RSS:Notícias Comentários

Você está aqui : Home » Geral » As aparências enganam

 

COMPARTILHE esta matéria com seus amigos. #espalhe

 

as-aparencias-enganamAs aparências enganam: Enxergar além, onde as aparências de uma primeira impressão fundem-se nas certezas de que a sua  percepção absorveu. O tempo é sempre curto quando queremos beber na fonte do outro, na esperança de nutrirmos o nosso sentimento com um pouco dessa essência que exala daqueles que nos chamam a atenção. O mundo inteiro tem o seu lado mecânico e o seu lado sacramental, um fala do “que”,  o outro do “como” do mundo.

O “como” é o mecanismo, o “que” é a essência, onde o mecanismo é compreensível por meio da quantidade:  a essência se revela pela qualidade. Qual é o preço do esclarecimento científico, ou seja, “abrir os olhos” na horizontalidade , melhor dizendo, para o aspecto quantitativo do mundo? O preço é o obscurecimento de sua essência qualitativa, ou seja, quanto mais temos os olhos abertos para a quantidade, mais cegos estaremos para a qualidade e mais podemoremos afirmar que as aparências nos enganam.

De onde vem todo esse desenvolvimento científico? Qual é o princípio de base que o explica? É a dúvida, e porque o homem tem incertezas é que ele evolui e com ele também o pensamento científico. A dúvida está na raiz de toda a interrogação e toda a interrogação está na dúvida, sendo portanto a base da pesquisa e da procura.

Foi graças a duvida da experiência dos sentidos, mostrando mais uma vez que as aparências enganam é que a ciência pôde estabelecer que não é o Sol que se move no céu, mas a Terra que se move em torno dele. Pela dúvida da fatalidade que foram procurados e encontrados tratamentos para curar doenças antes incuráveis. Portanto a dúvida é a mãe do processo científico.

Somente a dúvida pela dúvida, não é o suficiente para que se de o desencadeamento de uma pesquisa, para que isso aconteça faz-se necessário o acreditar(ter fé), assim nasce a ciência empírica que nada mais é do que o resultado da dúvida e da fé, dinamizando os seres a buscarem uma verdade que satisfaça a sua dúvida, diante das questões que se apresentam, o que pode não necessariamente ser uma verdade.

A fé nos diz que se a tivermos, mesmo que seja da medida de um minúsculo grão de mostarda, faríamos proezas, mas por que então não temos o grão de mostarda da fé?  Seria talvez porque concentramos os nossos esforços no aprofundamento do segredo contido num grão de hidrogênio, ao invés de nos esforçarmos para adquirirmos a fé, mesmo que seja como um grão de mostarda?

Concluindo: As aparências enganam mesmo…

COMPARTILHE esta matéria com seus amigos. #espalhe

 

COMENTE pelo facebook ou pelo formulário no final desta página:

 

 

Já Curtiu?

                

 

PARTICIPE da matéria através do formulário abaixo:

Desenvolvido por Sidiney Gomes · Copyright © 2011 - 2011 · Portal Mariana · Todos os Direitos Reservados · É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer texto ou imagem deste site, por qualquer meio ou processo. A violação de direitos autorais constitui crime – lei 9610/98 · diHITT - Notícias
As aparências enganam