Tem um negócio em Mariana ou Ouro Preto e quer ter publicidade até mesmo de graça para ele? Saiba mais AQUI

Inscrever no RSS:Notícias Comentários

Você está aqui : Home » Geral » Os grandes sites da internet protestam contra os projetos de leis antipirataria SOPA e PIPA

 

COMPARTILHE esta matéria com seus amigos. #espalhe

 

Na tarde desta quarta (18), o criador da rede social Facebook, Mark Zuckerberg, postou uma mensagem na sua página do Facebook, condenando os projetos de lei antipirataria Sopa e Pipa.

Em seu post, Mark Zuckerberg diz que “a internet é a ferramenta mais poderosa que existe para se criar um mundo mais aberto e conectado” e que o Facebook se opõe à Sopa e à Pipa, chamando-as de “leis pouco pensadas”.

Continuando, Zuckerberg diz que “O mundo hoje precisa de líderes políticos que são pro-internet”. A mensagem foi postada por volta das 16h, e, apenas uma hora depois, mais de 200.000 pessoas “curtiram” e mais de 40.000 compartilharam.

Na postagem, Mark Zuckerberg, também divulga uma fanpage sobre o assunto.

os-grandes-sites-da-internet-protestam-contra-os-projetos-de-leis-antipirataria-sopa-e-pipa

 

 Os grandes sites da internet são contra o Sopa e Pipa

 

Os grandes sites da internet como Google, Facebook, Twitter, Amazon, Ebay, Paypal, Zynga, Mozilla, dentre outros, são contra os projetos de leis Sopa e Pipa.

Alguns destes sites podem paralizar os seus serviços por um dia, sendo que os usuários ao acessá-los, encontrarão mensagens como esta: “As pessoas precisam entender o impacto destas medidas pois estas normas mudam o modo como se usa a internet”.

Há alguns dias, 40 mil sites retiraram seus serviços do provedor GoDaddy após a companhia afirmar que apoia o SOPA. A NetCoallition publicou uma carta em novembro relatando os perigos da aprovação da lei.

Até Sergey Brin, cofundador do Google se manifestou: “Embora eu entenda o objetivo da proposta de reduzir a pirataria on-line, mas estou surpreso que quem cria nossas leis poderia contemplar estas medidas que nos colocariam ao lado das nações mais opressivas do mundo.”

 

Diversos endereços na web prometeram interromper seus serviços nesta quarta-feira (18) em protesto contra os projetos de lei

 

O Google não retirou seu site de buscas do ar, mas publicou uma mensagem em sua página inicial nos Estados Unidos em que se manifesta contra o projeto de lei “Stop Online Piracy Act” (pare com a pirataria on-line, em tradução), ou Sopa, que está no Congresso norte-americano, e “Protect IP Act” (ato para proteção do IP), ou Pipa, que está no Senado.

Os usuários que acessam a versão em inglês da página de buscas do Google são recebidos com uma mensagem discreta que diz: “avise ao Congresso: por favor, não censure a internet”.

Ao clicar no texto, o usuário é levado para uma página que explica os motivos do Google para não apoiar os projetos de lei. Moradores dos Estados Unidos podem, ainda, preencher um abaixo assinado que será encaminhado para o Congresso e o Senado do país.

google

O site Craigslist também publicou uma mensagem contra os projetos de lei. Quem tentar acessar o serviço de classificados on-line entrará em uma página que fala da lei e pede que o usuário se manifeste contra ela. O acesso ao site, contudo, continua normalmente após alguns segundos.

Craigslist

 

A versão em inglês da Wikipédia, enciclopédia colaborativa on-line, saiu do ar às 3h (horário de Brasília, meia-noite no horário de Washington, nos Estados Unidos) desta quarta-feira (18), em protesto contra projetos de lei antipirataria que estão em discussão no Congresso norte-americano.

A versão em português da Wikipédia apresenta mensagens sobre o assunto no topo de suas páginas.

wikipedia

 

O site de criação e hospedagem de blogs WordPress também se uniu aos outros sites, publicando uma grande mensagem ao entrar em sua página principal e pedindo que os usuários preencham um abaixo assinado. É necessário descer a página até o final para conseguir acessar um link que pemite acessar o conteúdo do WordPress.

wordpress

 

O Twitter, embora apoie as manifestações contra a Sopa e a Pipa, não interrompeu o serviço. “É muita irresponsabilidade nossa parar um serviço global por conta de uma lei nacional”, disse o CEO do microblog, Dick Costolo, na terça-feira (17).

twitter

 

Entenda o que é Sopa e Pipa

 

O Stop Online Piracy Act (Sopa) é um projeto de lei com regras mais rígidas contra a pirataria digital nos EUA. Ele prevê o bloqueio no país, por meio de sites de busca, por exemplo, a determinado site acusado de infringir direitos autorais.

O foco está principalmente em sites estrangeiros, contra os quais as empresas americanas pouco podem agir. Protect IP Act (Pipa) é outro projeto sobre direitos autorais que circula no Senado.

Ambos são apoiados por empresas de entretenimento, constantes alvos de pirataria, mas são questionados por companhias de internet, como Google, Facebook, Amazon e Twitter, que interpretam as medidas como um tipo de censura aos sites e à liberdade de expressão. O SOPA ainda está sendo avaliado por comissão na Câmara; a PIPA deve ir à votação no Senado ainda neste mês.

COMPARTILHE esta matéria com seus amigos. #espalhe

 

COMENTE pelo facebook ou pelo formulário no final desta página:

 

 

Já Curtiu?

                

 

PARTICIPE da matéria através do formulário abaixo:

Desenvolvido por Sidiney Gomes · Copyright © 2011 - 2012 · Portal Mariana · Todos os Direitos Reservados · É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer texto ou imagem deste site, por qualquer meio ou processo. A violação de direitos autorais constitui crime – lei 9610/98 · diHITT - Notícias
Os grandes sites da internet protestam contra os projetos de leis antipirataria SOPA e PIPA