Adimar (PTB) Bambu (PDT) Bruno Mol (PSDB) Cristiano Vilas Boas (PT) Daniely Alves (PR) Fernando Sampaio (PRB) Juliano Duarte (MD) Leitão (PNT) Marcelo Macedo (PSDB) Pedro do Eldorado (PR) Prof. João Bosco (PP) Raimundo Horta (PMDB) Tenente Freitas (PHS) Tião do Sindicato (PTC) Zezé de Nego (PTB)
 

Câmara de Mariana quer solução para a falta d’água na cidade

17 de setembro de 2014

Post image for Câmara de Mariana quer solução para a falta d’água na cidade

A discussão sobre a falta d’água foi levantada pelos vereadores durante a reunião ordinária da Câmara de Mariana. Indignados com a falta d’água, problema antigo que atinge a cidade, os vereadores pediram respostas.

Juliano Duarte disse que “na manhã de sábado meu telefone tocou 18 vezes, 12 ligações eram de pessoas que estavam sofrendo com a falta de água. Defendo uma audiência pública para buscarmos respostas. O Executivo precisa encarar o problema de frente”, relata.

O presidente da Câmara, vereador Bruno Mól, lembra ainda que a cidade tinha aproximadamente 20 nascentes de captação de água e que hoje o número diminuiu para 11. “Já não somos tão ricos assim em recursos hídricos. O ciclo do minério vai acabar e precisamos fazer novos investimentos na água. Nós, que somos gestores, não podemos ter medo de discutir a tarifação”, relata.

O vereador Fernando Sampaio concorda com o presidente da Casa e diz que em 15 anos não houve investimentos em captação de água. “A população cresceu nos últimos anos. Precisamos aumentar a captação e tirar os projetos do papel”, desabafa. O vereador defende um plebiscito para que a Câmara possa discutir e votar a questão de acordo com a vontade do povo. “Não vou falar que trazer outra empresa pra cá é a solução, mas o povo está desacreditado do SAAE e não adianta insistir com uma coisa que a população não quer”, diz.

José Jarbas Ramos Filho acredita que o problema é de gestão e que para tarifar a água o serviço precisa ser prestado. “Estão faltando pessoas capacitadas para administrar o SAAE. Antes de falarmos em tarifação, precisamos começar a prestar os serviços”, relata. Geraldo Sales concorda dizendo que o SAAE precisa de um plano de curto, médio e longo prazo. “Preferem disponibilizar caminhão pipa que fazer uma caixa d’água. Isso é falta de gestão”, denuncia.

Durante mais de uma hora, os vereadores debateram o problema e sugeriram soluções para resolver a falta de água na cidade. A reunião ordinária da Câmara de Mariana aconteceu dia 15 de setembro, às 16h.

Foto: Divulgação

COMENTE pelo facebook:

Leave a Comment

Previous post:

Next post: