Adimar (PTB) Bambu (PDT) Bruno Mol (PSDB) Cristiano Vilas Boas (PT) Daniely Alves (PR) Fernando Sampaio (PRB) Juliano Duarte (MD) Leitão (PNT) Marcelo Macedo (PSDB) Pedro do Eldorado (PR) Prof. João Bosco (PP) Raimundo Horta (PMDB) Tenente Freitas (PHS) Tião do Sindicato (PTC) Zezé de Nego (PTB)
 

Câmara recebe Associação de Moradores do bairro Santo Antônio na Tribuna Livre

24 de maio de 2015

Post image for Câmara recebe Associação de Moradores do bairro Santo Antônio na Tribuna Livre

Diretor do presídio de Mariana também participou da reunião para apresentar os projetos desenvolvidos na unidade prisional

A Câmara de Mariana recebeu o presidente da Associação de Moradores do bairro Santo Antônio, Elivelton Mól, durante a reunião do dia 18 de maio. O representante da comunidade utilizou a Tribuna Livre para apresentar as demandas da região.

Os moradores pedem a construção de uma ponte no trecho em que o Ribeirão do Carmo corta o bairro, a manutenção do campo de futebol, o início das obras da Estação de Tratamento de Água – ETA da Bombaça e mais apoio para a realização de eventos culturais, como a festa junina da localidade. O presidente da associação sugere que o bairro Santo Antônio faça parte de uma rota turística que valorize a importância da região como precursora do povoamento da cidade.

A comunidade pede infraestrutura para as ruas Fortaleza, Beira Rio e Campo Grande, além da substituição das manilhas da rua Belo Horizonte para suportar o grande fluxo de água pluvial que desce do bairro São Gonçalo. A água está invadindo a escola e trazendo problemas para a comunidade. Elivelton afirma ainda que os moradores sofrem com o despejo de entulhos que são descartados no bairro de forma indevida. “A cidade não possui local para despejo de materiais de construção inutilizados e eles são descartados em nosso bairro“, destaca o presidente da Associação de Moradores.

Os vereadores parabenizaram a dedicação de Elivelton. O presidente da Câmara, vereador Tenente Freitas, anunciou o apoio da Câmara às reivindicações dos moradores. “Convivi e vi muito de perto o que os moradores do bairro passam e as demandas que apresentaram no Plenário pensando no coletivo. São reivindicações importantes e simples de serem resolvidas”, afirma Freitas ao ressaltar que morou no bairro Santo Antônio no início da década de 1990, durante três anos, e conhece bem a realidade da região.

Para o presidente da Associação de Moradores do bairro Santo Antônio “a aproximação com as associações é um belíssimo projeto da Câmara Municipal, porque dá realmente voz à comunidade”. A Câmara encaminhará as demandas do bairro ao Executivo por meio de uma indicação coletiva assinada por todos os vereadores.

Presídio de Mariana – Na mesma reunião, os vereadores receberam o diretor do presídio regional de Mariana, Josibel Silva, na Tribuna Livre. Ele apresentou os projetos sociais desenvolvidos na unidade prisional e um diagnóstico do presídio. Entre as ações desenvolvidas, Josibel destaca o mais novo projeto do presídio: a sala de aula inaugurada dia 14 de maio no anexo da Escola Estadual Dom Benevides destinada à formação dos detentos. “É um marco. Agora temos uma escola estadual atuando no presídio de Mariana e o conhecimento promove as pessoas”, ressalta ele.

O diretor do presídio, Josibel Silva, apresentou os projetos sociais da unidade prisional

O presidente da Câmara, Tenente Freitas, participou da inauguração da sala e comemora a ação. “Verificamos o quanto é importante compreenderem que a educação faz a diferença na vida das pessoas. Desejamos que a escola possa contribuir com formação de cada um”, afirma. Em resposta ao vereador Juliano Duarte (PPS), o diretor afirmou que há parceria com o Executivo para que os presos prestem serviços no município. “Temos uma parceria firmada há cerca de oito meses e 15 presos estão trabalhando efetivamente na prefeitura de Mariana e oito em outras parcerias particulares na cidade“, pontua Josibel.

De acordo com Josibel, o presídio dispõe de 89 vagas, determinadas pelo número de camas. Todavia, reúne atualmente 170 detentos. “Cerca de 90% são pessoas da cidade de Mariana e 6% dos demais são pessoas que têm raízes na cidade, como pais, cônjuges e filhos. Os outros 4% são de outros lugares”, aponta Josibel.

Foto: Divulgação CMM

COMENTE pelo facebook:

Leave a Comment

Previous post:

Next post: