Adimar (PTB) Bambu (PDT) Bruno Mol (PSDB) Cristiano Vilas Boas (PT) Daniely Alves (PR) Fernando Sampaio (PRB) Juliano Duarte (MD) Leitão (PNT) Marcelo Macedo (PSDB) Pedro do Eldorado (PR) Prof. João Bosco (PP) Raimundo Horta (PMDB) Tenente Freitas (PHS) Tião do Sindicato (PTC) Zezé de Nego (PTB)
 

Comissão Processante contra vereador é instalada na Câmara

13 de agosto de 2013

 

comissao-processante-contra-vereador-e-instalada-na-camara

Sidiney Gomes – Do Portal Mariana

Na 22ª reunião ordinária da Câmara de Mariana, realizada na segunda-feira (5), os vereadores aceitaram uma denúncia e foi instalada uma Comissão Processante contra o vereador Geraldo Sales de Souza – Bambu (PDT). A denúncia foi protocolada na casa pelo advogado Rodrigo Paiva Ferreira, subprocurador do município de Mariana.

Na denúncia, feita através de 16 folhas e que também solicita a abertura de Comissão Processante para apurar supostas irregularidades, Rodrigo fala de evidência de superfaturamento, irregularidades na licitação e no adiantamento de dinheiro para a obra, junto à empresa Casa Engenharia de Projetos e Obras Ltda., que foi contratada para realizar a troca da iluminação externa do prédio, em 2012, ano este em que o vereador Bambu era presidente da Câmara.

Após a leitura da denúncia, o presidente da Câmara, Bruno Mol (PSDB), deu prosseguimento aos trabalhos e através de voto secreto, foi realizada a votação da aceitação ou não da denúncia, sendo o denunciado impedido de votar. Dos 15 vereadores, sendo o denunciante impedido de votar e a ausência de um vereador totalizariam 13 votos sobre a aceitação ou não da denúncia. Por 10 votos a 3, a denúncia foi aceita e, por sorteio, foram escolhidos como membros da Comissão Processante os vereadores Fernando Sampaio (PRB), como presidente; vereador Edson Agostinho de Castro – Leitão (PNT), como vice-presidente; e o vereador Juliano Duarte (MD), como relator.

Durante a palavra livre, o vereador Bambu disse que pela legislação ele tinha um prazo para apresentar a sua defesa, mas que não podia deixar de dar no momento, uma satisfação tanto à sua família, quanto à população marianense que o elegeu vereador, mandato este que querem tirar. Ele disse que essa é mais uma de várias denúncias que a casa recebeu, todas elas, sem nenhuma fundamentação e que todas elas tem apenas um intuito, atacar a sua honra.

Essa é mais uma ação do governo que não aceita nenhum tipo de fiscalização e crítica“, “(…) isso surgiu porque na semana passada eu recebi em meu gabinete uma denúncia de irregularidades na contratação da empresa que organizava a Expo Mariana e eu cumpri com o meu papel, com o meu dever e comuniquei o fato ao Ministério Público porque estava indignado com os preços praticados“, disse. Ele também falou que em 2011, quando foi prefeito interino, a Expo Mariana foi realizada por R$350.000,00 e que isso representa uma valor cinco vezes menor do que o utilizado nesse ano de 2013.

Continuando, Bambu disse que em sua gestão, o valor cobrado dos ingressos foi para pagar o evento e, nesse ano de 2013, o município arcou com todas as despesas do evento e queria cobrar dois dias de ingresso, “no meu entendimento o cidadão marianense pagava por duas vezes“, explicou.

(…) podem levantar desde o dia que eu entrei nessa casa, a minha declaração de bens, o que eu tinha e o que eu tenho, sempre compatível com o que eu ganho“, “(…) ao contrário de outros que a gente conhece em Mariana que conseguiu fortunas depois que adentrou no serviço público, fora do que a gente sabe que tem em nome de laranjas“, enfatizou. Bambu também disse que faltou documentos na denúncia e fez o requerimento de cópias de todos os documentos que entraram sobre o contrato e também falou sobre vários pontos para o esclarecimento da população marianense.

Finalizando, Bambu também mencionou o ex-prefeito João Ramos Filho dizendo que “pra me calar vão ter que me matar, porque não vão me calar tirando mandato não! Vão ter que fazer o que fizeram com João Ramos Filho. Só se for assim! Porque não vão me calar! Se tirarem o mandato eu vou continuar como cidadão defendendo o interesse do povo de Mariana. E, não tirando, vou continuar exercendo o meu papel com dignidade, a minha função com dignidade. Recebo pra isso, ganho pra isso! E toda vez que chegar uma denúncia ao meu gabinete, será apurada, será levada aos órgãos competentes“.

Para ver na íntegra, tudo que Bambu disse nessa reunião, acesse o áudio abaixo:

PARTICIPE pelo facebook:

Leave a Comment

{ 1 trackback }

Previous post:

Next post: